Aline Paes é cantora, natural do Rio de Janeiro. Logo no início da carreira, em 2010, foi vencedora do I Prêmio Divas da Música Brasileira, onde concorreu com artistas de diferentes regiões do país. O prêmio homenageou as grandes Ademilde Fonseca, Alaíde Costa e Dóris Monteiro, e no júri do concurso figuraram nomes como o jornalista Sérgio Cabral, a cantora Ná Ozzetti e o músico e pesquisador Charles Gavin.
 

Lançou seu primeiro show solo em 2009, intitulado “Noite aberta", dedicado ao repertório de música popular brasileira, privilegiando canções inéditas de compositores de sua geração. Em 2010 participou do projeto "Mulheres que cantam", do compositor Pedro Ivo Frota, que culminou com o lançamento do CD "Leve o porto - Mulheres que cantam Pedro Ivo" (Tundum, 2010), junto com as cantoras Karla da Silva, Luiza Borges e Patrícia Oliveira.
 

Em 2012, estreou seu duo com o violonista André Siqueira no show "De Lendas e Barcos - as canções de Thiago Amud", apresentando o ousado repertório deste compositor carioca. Nesse mesmo ano, Aline viajou para Nova York e Filadélfia, onde se apresentou com artistas locais e brasileiros como Pandeiro Repique Duo e Carlos Malta. 

Em 2015, Aline idealizou e lançou o projeto "Ofusca - Veículo Musical". Seu próprio Fusca, ano 1974, foi transformado em palco itinerante que oferece shows em diferentes regiões da cidade do Rio de Janeiro promovendo música de qualidade, gratuitamente. “Ofusca" ocupa espaços públicos com shows da cantora e de diferentes artistas moradores da cidade. O fusquinha já estacionou no Leme, Ipanema, Glória, Santa Teresa, Barra da Tijuca, Penha, Pavuna, Maré, Campo Grande, Guaratiba, Madureira, Jacarepaguá, entre outros bairros.

 

Também em 2015, a cantora lançou seu primeiro CD, "Batucada Canção" (Biscoito Fino), destacado como "Revelação" pela revista Rolling Stone Brasil, além de recolher elogios dos críticos Mauro Ferreira e Leonardo Lichote (O Globo). Participaram do álbum nomes como Nicolas Krassik, Carlos Malta, Pandeiro Repique Duo, Gabriel Grossi e Luis Barcelos. A turnê de lançamento do CD foi encerrada em 2017 e passou pelas principais capitais brasileiras, como Rio de Janeiro, Recife, São Paulo, Belo Horizonte, além de shows fora do país nas cidades de Lisboa, Porto e Amarante, em Portugal, e Londres, no Reino Unido. 
 

Ainda no final de 2017, a cantora apresentou seu novo show "Atlantnia", que faz um mergulho dançante pela memória histórica e cultural deste “rio chamado Atlântico”, o qual separa e aproxima continentes, línguas, crenças e ritmos, através de rotas traçadas no passado e vividas no presente. A show estabelece um diálogo contemporâneo entre as músicas do Brasil, Portugal e países africanos, como Angola e Cabo Verde, através de canções e ritmos como o funaná, semba, maculelê, kuduro, morna e carimbó. A expansão de seu repertório surgiu das seguidas viagens a Portugal, na mencionada tour de laçamento do elogiado CD de estreia.

Entre as principais colaborações, podemos destacar as participações em shows e gravações junto aos artistas Cheikh Lô (Senegal), Mario Lucio Souza (Cabo Verde), Francisco, el Hombre (Brasil/ México), Paulo Flores (Angola), Tiago Nacarato (Portugal), Júlia Vargas (Brasil), Caio Prado (Brasil), Pietá (Brasil), Bongar (Brasil), Marcos Suzano (Brasil), Pedro Ivo Frota (Brasil), Thiago Amud (Brasil), Clarice Assad (Brasil), Vinicius Castro (Brasil), Pandeiro Repique Duo (Brasil), Carlos Malta (Brasil), Celina Pereira (Cabo Verde), Nicolas Krassik (França), Gabriel Grossi (Brasil), Escambo (Brasil), Thiago Thiago de Melo (Brasil), Luiza Borges (Brasil), Luiza Sales (Brasil), Bondesom (Brasil), grupo vocal Ordinarius (Brasil), entre outros.

©2019 Aline Paes.

Todos os direitos reservados.

  • Instagram
  • YouTube
  • Spotify ícone social
  • Deezer ícone social
  • iTunes ícone social
  • SoundCloud ícone social
  • Facebook ícone social